Nosso Produto

Mesa de Sinuca = Mesa de Jantar

mesa sinuca jantarSolicite um orçamento

Olha o Lanterninha! O filme já vai começar…

 

A 1ª SESSÃO DE CINEMA

Em 28 de dezembro de 1895, no Salão Grand Café, em Paris, os Irmãos Lumière fizeram uma apresentação pública dos produtos de seu invento ao qual chamaram Cinematógrafo. O evento causou comoção nos 30 e poucos presentes, a notícia se alastrou e, em pouco tempo, este fazer artístico conquistaria o mundo e faria nascer uma indústria multibilionária. O filme exibido foi L’Arrivée d’un Train à La Ciotat (assista aqui).

.

CINEMA MUDO

Desde o início, inventores e produtores tentaram casar a imagem com um som sincronizado. Mas nenhuma técnica deu certo até a década de 20. Assim sendo, durante 30 anos os filmes eram praticamente silenciosos sendo acompanhados muitas vezes de música ao vivo, outras vezes de efeitos especiais e narração e diálogos escritos presentes entre cenas.

.

CINEMA FALADO

Em 1926, a Warner Brothers introduziu o sistema de som Vitaphone (gravação de som sobre um disco) até que em 1927, a Warner lançou o filme “The Jazz Singer”, um musical que pela primeira vez na história do cinema possuia alguns dialogos e cantorias sincronizados aliados a partes totalmente sem som; então em 1928 o filme “The Lights of New York”, (também da Warner), se tornaria o primeiro filme com som totalmente sincronizado.

No final de 1929, o cinema de Hollywood já era quase totalmente falado. No resto do mundo, por razões economicas, a transição do mudo para o falado foi feito mais lentamente. Neste mesmo ano já lançado grandes filmes falados como “Blackmail” de Alfred Hitchcock (o primeiro filme inglês falado), “Applause” do diretor Rouben Mamoulian (um musical em preto e branco) e “Chinatown Nights” de William Wellman (mesmo diretor de “Uma estrela nasce” de 1937).

 

CHARLES CHAPLIN

Chaplin resistiu bravamente ao cinema falado e, apenas treze anos depois de seu surgimento, o cineasta deu voz a seus personagens em O Grande Ditador/The Great Dictator, de 1940.

 

OSCAR – A maior premiação do Cinema

No mesmo ano também foi criado o prêmio Oscar ou Prêmios da Academia que serve até os dias atuais como premiação aos melhores do cinema.

1927: O primeiro filme vencedor do Oscar de melhor filme, Wings (Asas) – de William A. Wellman –, também foi o primeiro filme (de que se tem registro) a mostrar dois homens beijando-se. Trata-se de um beijo na face, entre dois grandes amigos, os personagens Jack Powell e David Armstrong, no momento em que esse último estava à morte, ferido em batalha aérea. O beijo foi apresentado de forma fraternal, absolutamente não-sexual.

O valor de um Oscar pode ser faraônico. Num leilão em 1993, a estatueta ganha pela atriz inglesa Vivien Leigh em 1940, como melhor atriz pelo filme “…E o vento levou”, foi arrematada por 562 mil dólares.

A Walt Disney é a recordista em número de indicações ao Oscar.

A atriz Meryl Streep é a recordista de indicações ao prêmio, com 16 no total, desde 1979. Venceu duas vezes: como melhor atriz coadjuvante por Kramer versus Kramer, em 1980, e como melhor atriz por A Escolha de Sofia, em 1983.

.

A Academia chama de Big 5, as cinco principais categorias do Oscar:  Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Roteiro, Melhor Diretor. Apenas 3 filmes ganharam estatuetas nas 5 categorias:

  • Aconteceu Naquela Noite (1934)
  • Um Estranho no Ninho (1975)
  • Silêncio dos Inocentes (1991)

.

HOLLYWOOD

O enorme letreiro contendo a palavra Hollywood – um dos mais importantes cartões-postais da cidade – começou a ser erigido em 1923. Inicialmente, a mando de uma companhia de imóveis do qual Mack Sennen fazia parte, foi colocada a palavra Hollywoodland, o nome de um loteamento que se instalaria nas imediações. Com a corrosão do tempo, ficou apenas Hollywood.

.

CACHÊS

Cachês estratosféricos não são mais nenhuma novidade em Hollywood, mas nenhum deles bateu o recorde pago a Marlon Brando Richard Donner, em 1978. Convidado para fazer uma pequena participação no filme Superman, no qual faria o papel do pai do super-herói, o veterano ator não vacilou: cobrou exatos 14 milhões de dólares por uma participação que, na tela, não duraria mais de 10 minutos. Ou seja, cada minuto de sua atuação custou aos produtores a bagatela de 1,4 milhão de dólares por minuto. É amigos… “para o alto e avante!”

Você também é um amante da 7ª Arte? 

Na sua opinião, quais são os 3 melhores filmes de todos os tempos?

 

Gostou deste post?  Então Curta e Compartilhe com seus amigos!  😉

Seguidores

  • Facebook